Mindfulness
29 Abr 2019

Mindfulness: o que é e para que serve?

O Mindfulness é a capacidade de viver o presente, de estar presente e de ter atenção plena ao aqui e ao agora. Estarmos conscientes e ganharmos consciência de nós e do que se passa à nossa volta é, no fundo, o que constitui a base desta prática.

Mindfulness é um treino

O Mindfulness provém e associa-se aos rituais de várias religiões, nomeadamente do Budismo, mas não tem de estar ligado a nenhuma, sendo a sua prática completamente transversal, independentemente de religiões, sistemas de crenças ou culturas.

Mindfulness é, portanto, um treino que utiliza técnicas simples de meditação, conhecidas e usadas há milénios, e que podem ser utilizadas para permitir que as pessoas aprendam a prestar atenção a cada momento, e que o façam intencionalmente.

A partir do momento em que a prática foi trazida para o ocidente, a psicologia e a psiquiatria têm-se servido dela para apoio em vários tipos de condições físicas e mentais. Tem ganho popularidade no mundo inteiro como um método de excelência para lidar com as emoções.

Para além da ansiedade, este tipo de técnica é aplicada a perturbações como a dor crónica, os distúrbios alimentares e a depressão, entre outras.

Uma revolução silenciosa

O Mindfulness não procura esvaziar a mente de pensamentos ou emoções. Trata-se de prestar atenção ao momento presente, sem ficar apegado ao passado e sem se projetar no futuro.

É um treino que parte da relação mente-corpo, podendo ajudar a observar padrões de pensamentos e de emoções e as experiências boas, neutras ou negativas que qualquer indivíduo enfrenta.

O objetivo é mudar a forma como se gere e responde, por exemplo, a situações geradoras de stress, ajudando a manter-se saudável física e mentalmente.

Esta espécie de redescoberta da meditação, e desta via da atenção plena, é vista como ‘a revolução silenciosa do século XXI’, dado que os níveis de stress e ansiedade decorrentes do estilo de vida atual pedem métodos eficazes de combate, por forma a estabelecer uma vida mais consciente e harmónica.

Um programa para o mundo

Esta prática passou a fazer parte da medicina comportamental/preventiva, principalmente a partir dos estudos de redução de stresse de Jon Kabat-Zinn, professor emérito da faculdade de Massachussets (EUA), que tem desenvolvido, desde 1979, intensa pesquisa científica da aplicação do Mindfulness na saúde, em especial do programa de MBSR (Minfulness-Based Stress Reduction).

Hoje centenas de hospitais encaminham os pacientes para os cursos de MBSR para desenvolverem competências para lidar com a dor física e emocional, uma vez que tem sido cientificamente demonstrado que o MBSR é eficaz, inclusive por via de exames clínicos, como ressonâncias magnéticas, que acusam a ativação de determinadas zonas do cérebro em quem pratica.

Cada vez mais escolas e instituições universitárias usam as práticas de Mindfulness para ajudar os seus alunos a atingir objetivos profissionais e pessoais.

Algumas das empresas mais importantes do mundo, como as da lista da revista Fortune, também incentivam esta prática junto dos seus colaboradores para reduzir o stress no local de trabalho.

Como é feita a prática?

A prática formal desenrola-se num espaço específico, com um horário definido e com uma determinada postura estável, com a qual o indivíduo se sinta confortável e que permita a quietude durante o período considerado para o exercício. A ideia é a de fazer o tal esforço de atenção plena e deixar os pensamentos fluir durante alguns minutos e em silêncio.

A prática informal realiza-se em qualquer situação, durante as atividades diárias, no trabalho, durante uma refeição ou até a conduzir. Este exercício estimula a prática da atenção plena aplicada às rotinas diárias. Nesta modalidade o foco de atenção pode estar quer nas ações quotidianas quer nos movimentos respiratórios da pessoa.

A pessoa escolhe um ou mais momentos do dia para prestar atenção a 4 coisas — corpo, sensações, emoções e pensamentos, uma forma de meditação que não passa pela reflexão, antes pela perceção direta do que se sente naquele preciso momento.

A atenção plena é, no fundo, o que as crianças normalmente conseguem fazer com facilidade, e que os adultos ‘esquecem’. Nascemos com a mente centrada no presente e até determinada idade é sempre ‘agora’, não há noção clara de passado e futuro.

Como pode o Mindfulness ajudar?

A maioria das pessoas vive em ‘piloto automático’, o que implica que estejamos muito stressados e que não consigamos controlar o que acontece ao nosso corpo, à nossa mente e à nossa vida.

Não fazemos pausas suficientes para descansar ao longo do dia, para refletir, para estar em sintonia com o tempo, com o que estamos a fazer ou com o que pretendíamos, de facto, fazer.

A ideia é a de que o praticante controle o processo, sem se autocensurar ou sem se julgar a si próprio, uma vez que o julgamento, por vezes, nos traz frustração e nos motiva a ‘fugir’ das situações e a não querer parar para pensar.

A maior valia para o praticante será notar e aceitar a sua experiência atual, apenas como é (má, neutra ou boa), e nessa sequência aprender a aceitar a vida com as suas experiências. A redução da ansiedade ou o relaxamento normalmente acontecem a partir daí.

Um teste

Apesar de podermos medir o nível de atenção plena em que estamos por via dos exames clínicos aplicados à neurociência, este também se mede por meio de questionários psicométricos validados cientificamente. Experimente fazer um desses testes e perceba a situação em que se encontra.

Este tipo de técnica pode contribuir para:

  • Aprender novas formas de lidar com os seus pensamentos e emoções;
  • Cuidar melhor de si e viver a sua vida de uma forma mais completa e saudável;
  • Promover uma forma de ser e de estar que ajuda a enfrentar os problemas da vida;
  • Comunicar de forma mais consciente, melhorando as suas relações;
  • Desenvolver a habilidade de estar ciente das suas experiências de momento a momento – permitindo aprender a responder às situações e não simplesmente reagir automaticamente.

Os cuidados de saúde são uma prioridade da APRIL, daí oferecermos o serviço APRIL MEDICAL a todos os nossos clientes. Um serviço médico de excelência que ajuda os clientes de seguro de vida e seguro de vida crédito habitação e seguro de acidentes da APRIL Seguros a melhorar as suas vidas. Por que não experimentar?