09 Mar 2020

As melhores dicas para prevenir acidentes comuns

É natural e humano não querermos pensar em ‘dias maus’, mas vivemos muito mais descansados se tomarmos alguns cuidados. Não é conversa de circunstância dizer que dormimos melhor e aproveitamos mais os ‘dias de sol’, sobretudo a partir do momento em que temos mais responsabilidades familiares.

Os acidentes são uma causa de morte muito comum

Os acidentes, intencionais e não intencionais, são a quarta causa de morte mais comum na Europa, constituindo um grave problema de saúde pública, com grande impacto nos sistemas de saúde e de proteção social mas, também, com implicações relevantes na vida, pessoal e familiar das pessoas.

Em Portugal, os números apontam para uma maior prevalência para acidentes domésticos e de lazer, sendo que os acidentes por queda lideram a tabela segundo os dados do sistema EVITA (Epidemiologia e Vigilância dos Traumatismos e Acidentes).

Existem grupos mais vulneráveis, em particular em idades mais jovens e a partir dos 54 anos, sendo que, no primeiro semestre de 2019, quase 20% dos acidentes domésticos e de lazer que obrigaram a recorrer às urgências aconteceram em idosos com mais de 75 anos, a maioria em casa (67%).

Sabe quais são os acidentes mais comuns a que todos estamos sujeitos? Siga estas dicas e previna-se ‘em terra’, como diz a sabedoria popular:

Previna as quedas

A queda é o acidente doméstico mais comum, podendo ser mais problemático em idosos e crianças pequenas. Não são, obviamente, todas evitáveis, mas podemos ter alguns cuidados. Manter uma boa iluminação que ajuda a identificar barreiras e obstáculos é um deles: equacione colocar fitas de iluminação LED e sensores de movimento porque são uma alternativa barata e ecológica. Comprar tapetes antiderrapantes ou colocar tecido antiderrapante por baixo dos que já tem, é também uma boa medida. Já os cabos elétricos não devem ficar espalhados pelo chão, nomeadamente em locais de passagem, ainda que estejam visíveis. Os brinquedos dos mais novos também não devem estar espalhados pelo chão. O soalho húmido ou recém encerado deve ser mantido resguardado de passagens, até secar.

Medicamentos e outros tóxicos

Devem ser guardados em lugares altos de preferência em armários ou caixas bem fechados e, claro, sempre longe do alcance dos mais novos ou de adultos com condições de saúde específicas, nomeadamente do foro psíquico. Não tome nem dê medicamentos sem prescrição médica. Reveja regularmente os prazos da medicação e não a mantenha em casa se já passaram os prazos: entregue na farmácia.

Quanto a outras toxinas, como detergentes e produtos de limpeza, inseticidas, produtos de ‘bricolage’, de jardinagem/agricultura, tintas, colas e semelhantes, devem igualmente estar resguardados. Existem fechos especiais que impedem a abertura de armários acessíveis e gavetas da cozinha e despensas. Não corra o risco de colocar produtos tóxicos em garrafas de plástico, sem rótulo. Sim, é verdade que cera líquida no frigorífico pode ser confundida com sumo de laranja!

Janelas e varandas podem ser protegidas

Pode colocar redes de proteção, ou mesmo grades, em todas as janelas e varandas, a depender da sua habitação e da idade/situação dos seus familiares.

Escadas sempre com corrimão e proteções

Todas as escadas devem ter corrimão de apoio e o piso não deve ser escorregadio. Pode ainda colocar proteções e barreiras em todos os acessos de casa às escadas, a depender da idade de quem vive consigo e suas necessidades especiais.

Eletricidade e tomadas

Instale protetores nas tomadas para evitar choques, sendo que as tomadas devem ter sempre ligação à terra. Cuidado com fios descarnados.

Piscinas

Nunca deixe um bebé ou criança pequena sozinha perto de uma piscina. Tenha 100 por cento de atenção quanto às brincadeiras das crianças na água, seja onde for. Coloque braçadeiras ou coletes às crianças que não sabem nadar mesmo que estejam apenas junto à piscina, uma vez que podem escorregar. Se tem piscina em casa não se esqueça de colocar uma vedação à volta dela. Nunca devemos esquecer que os acidentes graves na água acontecem em segundos.

Cozinha

Não deixe as crianças sozinhas na cozinha. Guarde facas e objetos cortantes em locais pouco acessíveis. Evite deixar tachos e panelas ao lume sem ninguém na cozinha e tenha cuidado com líquidos quentes. Guarde bem fósforos e isqueiros. Tenha cuidado ao utilizar o gás do fogão.

Utilize o mais possível apenas toalhas, aventais e panos de cozinha de tecidos naturais, menos inflamáveis. Na utilização do micro-ondas não cubra os alimentos com papéis metalizados, e perceba se a loiça pode ir ao micro-ondas. Não coloque loiça com decoração prateada ou dourada (causa faísca), por exemplo. Mantenha as crianças afastadas do forno devido ao risco de queimaduras. Tenha as bebidas alcoólicas em locais seguros. Guarde os pequenos eletrodomésticos em armários altos ou com portas fechadas porque aparelhos ao alcance das crianças podem ser puxados, e os fios podem causar acidentes graves. Cuidado com ferros e tábuas de engomar. Nunca os deixar ligados e evite ter tábuas facilmente desmontáveis.

Objetos cortantes e armas

É essencial manter objetos como facas, tesouras, chaves de fendas, martelos e outros fora do alcance das crianças. Um simples corta unhas pode não ser inofensivo. Tenha cuidado com as gavetas mais insuspeitas, como as das mesinhas de cabeceira onde, inadvertidamente, colocamos objetos e esquecemos. Evite ter armas em casa. Mas caso as tenha, até como material desportivo, guarde-as sempre fora do alcance das crianças e mantenha-as trancadas. Nunca tenha armas carregadas e jamais deixe munições junto à arma.

Porque não fazemos mais seguros?

Os portugueses são um povo que culturalmente reconhecido por ‘desenrascar’ situações. Tendemos a adiar os aborrecimentos – sobretudo quando ainda nos sentimos jovens e vigorosos.  Não cuidamos do presente e do futuro, muitas vezes por dificuldades financeiras, mas tantas outras por desconhecimento ou desinteresse.

Por que razão tendemos a pagar, por exemplo, o mínimo possível no seguro automóvel? A tranquilidade tem um valor incalculável e poupa-nos muito stress acrescido. Sim, podemos não ter dinheiro para estes serviços, mas se olharmos para eles como fundamentais para a segurança de quem nos rodeia, talvez encontremos um pequeno espaço no orçamento.

O que é afinal um Seguro de Acidentes Pessoais?

Um Seguro de Acidentes Pessoais abrange apenas os riscos resultantes de um acidente, nomeadamente Morte ou Invalidez, Incapacidade Temporária e Fracturas de Ossos. A diferença face a um Seguro de Vida, é que este engloba os riscos de Morte e Invalidez resultantes de Acidentes e/ou Doença, ou seja, inclui causas naturais.

Sabia que há soluções para todas as carteiras e situações?

Ninguém pensa em ter acidentes, mas no dia a dia a probabilidade da sua ocorrência é elevada.

O mais importante a reter é que existem valores para todos os gostos e necessidades num Seguro de Acidentes Pessoais, como o da APRIL. Basta que se tenha decidido a agir e viver mais descansado. O Acidentes APRIL é um seguro simples que garante uma proteção em caso de acidente com coberturas exclusivas e um Serviço Médico de assistência personalizado. Pode ter um capital de 20 mil euros, por apenas 10 euros mês.

As vantagens base são:

  • facilidade de contratação sem formalidades médicas;
  • sem encargos de fracionamento e emissão;
  • oferta do serviço April Medical;
  • proteção em caso de acidente com veículos motorizados com cilindrada inferior a 250 cc;
  • pagamento de indemnização na totalidade e no imediato após a confirmação de sinistro;
  • subsídio de internamento logo após as primeiras 24h de hospitalização;

Para conhecer melhor o produto basta consultar página do Acidentes Pessoais April e analisar as perguntas mais frequentes. Se precisar de algum esclarecimento, não hesite em contactar-nos.

 

Ao enviar os seus dados concorda com a Política de Privacidade da April Portugal
Autorizo a recolha dos meus dados pessoais e que os mesmos sejam processados e armazenados informaticamente, bem como o contacto pela APRIL e/ou por um Parceiro APRIL.
Autorizo a utilização dos meus Dados Pessoais pela APRIL, para efeitos de comercialização de produtos e serviços e para fins de Marketing, incluindo, por exemplo, contacto por SMS, MMS e correio eletrónico