Poupar no supermercado
16 Jul 2020

As melhores ideias para reduzir a conta no supermercado

A maioria dos consumidores terá de, em 2020 e 2021, adotar medidas extra de contenção de despesas. Muitas pessoas perderam rendimentos e outras podem vir a perdê-los, pelo que temos de fazer um ajuste às despesas a quem ninguém pode fugir.

Porque os bens alimentares são essenciais, é mesmo preciso arranjar estratégias para poupar:

 

  • Faça compras no supermercado online: a pandemia obrigou-nos muita gente a recorrer às compras online e estas vão tornar-se mais comuns. No entanto, esta já era uma das estratégias importantes para poupar e evitar trazer produtos extra. Controla os gastos de forma mais eficiente. Pode pedir a encomenda para casa ou para uma loja específica ou ponto de recolha, e nalguns casos, até para a garagem do hipermercado. Mesmo que pague uma pequena taxa em casa, pode compensar. Encomendar detergentes, mercearias não perecíveis, produtos de higiene pessoal, por exemplo, para 2 ou 3 meses, poupa-lhe dinheiro e tempo. Assim, só vai ao supermercado/mercearia comprar os frescos.

 

  • Compare sempre os preços: os produtos de marca branca são geralmente mais baratos e hoje em dia já apresentam uma qualidade muito semelhante à das marcas de renome. No entanto, é sempre preciso comparar, uma vez que há semanas em que há marcas a vender abaixo da marca branca, e o cliente leva a marca que está habituado que seja mais barata. Vá ao supermercado (ou à loja online) com tempo, para poder comprar preços. A pressa vai fazê-lo gastar mais.

 

  • Esteja atento ao preço por litro, por unidade ou por quilo: esta é outra das estratégias essenciais para controlar a conta final. Um produto pode parecer barato, mas tem de ver sempre o preço em quantidade. Na charcutaria, por exemplo, nota-se a diferença de mandar fatiar os produtos em promoção, que fica quase sempre mais barato, do que comprar diretamente os pré-embalados que estão na prateleira. É mais prático, mas se multiplicar por um ano inteiro a gastar sempre mais dinheiro, verá que faz diferença.

 

  • Faça boas listas e vá sem fome: o marketing dos supermercados tem estratégias bem arquitetadas para nos fazer atravessar corredores cheios de produtos apetecíveis, novas marcas e cheiros agradáveis. É difícil de resistir, uma vez que jogam com os impulsos inconscientes do consumidor. Se pararmos para pensar sabemos que não precisamos da maioria desses produtos. Tenha também atenção a que, se tiver fome no momento de ir à loja, comprará seguramente mais. Pelo contrário, se levar uma lista e for disciplinado, não compra o que não precisa e poupa tempo.

 

  • Deixe as crianças em casa: se puder deixar as crianças com alguém, melhor, porque elas são alvos ainda mais expostos ao consumo e são muitas vezes o motor para que gaste mais. Faça também este exercício: sempre que alguma coisa de fora da lista lhe parecer uma compra pertinente, pergunte-se porque não a apontou antes… é mesmo necessária?

 

  • Separe as compras mensais das semanais e não corra para todas as promoções: ao fazer a lista de compras, separe os produtos de longa duração, como detergentes, produtos de wc, mercearia de longa duração, produtos para a casa, etc. e verifique as quantidades que tem e as marcas que usa. Faça depois a lista dos frescos para o dia a dia. As promoções dos produtos de longa duração tendem a ser cíclicas, portanto fique de olho nelas e compre um pouco a mais quando aparece a promoção. É claro que só compensa os produtos que sabe que vai usar. Não compre só para «aproveitar a promoção», nem em quantidades excessivas. Se comprar mais barato e deixar passar o prazo de validade, estará a perder, bem como se comprar coisas que não gasta e de que não precisa.

 

  • Use os vales de desconto e cupões: encontra os cupões em revistas e sites/blogs dedicados à poupança e associados aos cartões dos supermercados. Os cupões estão cada vez mais na moda e podem permitir poupar bastantes euros a longo prazo. Caso a promoção seja numa loja mais longe de sua casa, verifique primeiro o desconto compensa o gasto de deslocação. Existem motores de busca próprios onde pode fazer uma estimativa do que vai gastar em combustível, facilitando a decisão. Compensa também ter vários cartões de fidelização na família, dado que pode assim aproveitar mais promoções. Como sempre, lembre-se que só algumas promoções lhe são úteis.

 

  • Aposte em mercados, produtores e mercearias locais: podemos precisar mesmo de poupar, mas, na medida das nossas possibilidades, não devemos abandonar os pequenos negócios locais. Se conhece uma pequena mercearia, mercado ou produtor local, que não abusa na margem de lucro, perceba se pode continuar a comprar-lhe pelo menos os frescos e legumes. Estará a apoiar a economia e pode conseguir pagar um preço semelhante ao das grandes cadeias. Damos-lhe um exemplo específico: se tiver uma casa de fim de semana/família longe das cidades maiores, perceba se comprar ao sábado no mercado, peixaria, praça ou talho da zona, mesmo sem cupões/descontos, não lhe dá vantagem. Pode poupar, ajudar pequenos produtores e até ter acesso a produtos de cultivo biológico, ou próximo disso, que o ajudam a manter a saúde.

 

Faça sempre um orçamento mensal e contas bem feitas para saber quanto conseguiu poupar. Depois de dar os parabéns a si próprio pela conquista, pense imediatamente na forma inteligente de aplicar esse dinheiro, uma vez que poupar é com objetivos. Sabia que a partir de 10 euros mês já consegue contratar um seguro ter uma vida mais descansada?

Saiba o que a APRIL pode fazer por si: para além de Seguro de Vida, temos seguros que cobrem a pandemia e seguros de acidentes pessoais (que também têm coberturas que cobrem pandemia). Tudo com planos e coberturas ajustados à carteira de cada cliente, com muito poucos euros mês.

Esclareça qualquer dúvida aqui e contacte-nos para esclarecimentos adicionais.

Como posso saber mais?

Através da nossa Área de Cliente APRIL Seguros, com equipas especializadas que prestam um serviço de atendimento e suporte personalizado. A linha APRIL 808 300 123 / 213 433 362 disponível todos os dias úteis, de 2ª a 6ª feira, das 9h às 13h e das 14h às 18h (custo de chamada local). Estamos inteiramente ao seu dispor.